Sobre Thelema

O Eon, Arcano Maior XX do Tarô de Toth, simboliza a Nova Era de Thelema
O Eon, Arcano Maior XX do Tarô de Toth, simboliza a Nova Era de Thelema

Thelema é uma mistura de filosofia, religiosidade e proposta social definida conforme o que está escrito no Liber AL vel Legis, que também é conhecido como Livro da Lei. Este livro foi concebido, ou recebido, por Aleister Crowley na cidade do Cairo, Egito, nos dias 8, 9 e 10 de abril de 1904, e define o que é chamado de “Lei de Thelema“. Esta Lei do Novo Eon é composta de duas assertivas:

  • Faze o que tu queres será o todo da Lei.
  • Amor é a lei, amor sob vontade.

Uma das principais características de Thelema é a completa ausência de dogmas. Isso significa que não existem verdades absolutas ou interpretações incontestáveis. Assim, são respeitados os conceitos religiosos, éticos, filosóficos ou sociais de cada indivíduo, permitindo que cada um tenha sua interpretação própria do Livro da Lei e que cada uma seja não apenas válida mas também passível de experimentação.

Ao contrário do que muitos pensam, Thelema não prega o egoísmo, individualismo, libertinagem ou violência. Pelo contrário, é um caminho de evolução espiritual que busca realizar a totalidade do Ser Humano, promovendo a integração plena de corpo, mente e espírito através da vontade e do trabalho interno. Logo, é um caminho de intensa disciplina e valorização tanto de si mesmo quanto do outro. O símbolo dessa disciplina e valorização é o deus egípcio Hórus, significando que vivemos em uma era (o Eon de Hórus) centrado no Princípio da Criança, da sobrevivência individual, cuja fórmula é o crescimento da consciência e do Amor Universal (Agapé) que, através da Vontade (Thelema), leva à auto-realização.

A Lei de Thelema não é uma desculpa para que façamos qualquer coisa que nos venha à mente, mas sim um chamado para que cada um assuma a missão divina de encontrar sua Verdadeira Vontade, seu propósito de vida, para então cumpri-la.

A aceitação e verdadeira compreensão desta Lei é o que define um thelemita, para quem a descoberta e realização de sua Verdadeira Vontade é a maior motivação. Para tanto, Crowley deixou várias práticas e rituais que são chamados, coletivamente, de Magick.

Os membros da Ordo Templi Orientis recebem ensinamento sobre a interpretação das obras deixadas por Aleister Crowley e outras técnicas, tais como a Cabalá, para que possam desenvolver suas próprias conclusões e sua compreensão individual de Thelema. São também treinados nos rituais thelêmicos de Magick tais como a Missa Gnóstica. Porém, o mais importante, é que lhes é oferecida a oportunidade de viverem Thelema não de forma teórica mas na prática, através da convivência com seus irmãos e irmãs nos Corpos Locais da Ordem.

//]]>