Liber XXX – Liber Librae

0. Aprende primeiro, Oh aspirante à nossa Venerável Ordem, que o Equilíbrio é a base do Trabalho. Se tu próprio não tiveres uma firme fundação, em que te firmarás para dirigir as Forças da natureza?

1. Saiba, então, que como o homem nasce neste mundo em meio às Trevas da Matéria e o embate de forças contrárias; deve seu primeiro esforço ser o de procurar a Luz através da reconciliação daquelas.

2. Tu então que tens provas e problemas, regozija-te por causa deles, pois neles está a Força, e por meio deles é aberto um caminho em direção àquela Luz.

3. E como poderia ser de outro modo, Oh homem, cuja vida é apenas um dia na Eternidade, uma gota no Oceano do tempo; como poderias tu se não fossem as muitas provas, purgar tua alma da sujeira da Terra? É somente agora que a Vida Espiritual se baseia em perigos e dificuldades; Não foi sempre assim com os Sábios e Hierofantes do passado? Eles foram perseguidos, torturados, e atormentados pelos homens, e através disto suas Glórias cresceram.

4. Regozija-te, portanto, Oh Iniciado, pois quanto maiores tuas provações, maior será o teu Triunfo. Não disse o Mestre, quando os homens te perseguirem e falarem infâmias de ti, “Abençoado Sejas”?

5. Entretanto, Oh Irmão, não permitas que tuas Vitórias te tragam Vaidade, pois com o crescimento do Conhecimento deve vir crescimento de Sabedoria. Aquele que sabe pouco, pensa saber muito, porém aquele que sabe muito, aprendeu sua própria ignorância. Conheces um homem que se considera um sábio? Há mais esperança num tolo do que nele!

6. Não te apresses em condenar o erro alheio. Como poderias saber se tu no lugar dele resistirias às tentações? E mesmo que assim fosse por que desprezar aquele que é mais fraco do que tu?

7. Tu, portanto, que desejas Talentos Mágicos, estejas certo de que tua Alma é firme e constante, pois é bajulando tua fraqueza que os Mais Fracos ganharão poder sobre ti. Sê modesto, mas não temas nem homem, nem espírito. Temer é fracassar e o iniciador deste fracasso: e a coragem é o início da virtude.

8. Portanto, não temas os Espíritos, mas sê firme e gentil com eles, não tens o direito de desprezá-los e nem de repreendê-los, pois se não agires assim te desviarás do caminho. Comanda e Bane-os. Amaldiçoa-os pelos Grandes Nomes, se assim for necessário, mas não zombes e nem os desprezes, pois se o fizeres seguramente incorrerás em erro.

9. Um homem é aquilo que ele faz de si mesmo dentro dos limites fixados pelo destino herdado; ele é uma parte da humanidade. Seus atos não afetam somente a si mesmo, mas também a todo o universo.

10. Adora e não negligencies teu corpo físico, que é a tua conexão temporária com o mundo externo e material. Consequentemente, permite que teu Equilíbrio mental esteja acima das perturbações causadas por eventos materiais. Fortalece e controla as paixões animais, disciplina as emoções e a razão, nutre as Aspirações Mais Elevadas.

11. Faz o bem por amor ao bem, não por recompensas, não para receber agradecimentos e não por simpatias. Se fores verdadeiramente generoso, não ansiarás que teus ouvidos sejam excitados com expressões de gratidão.

12. Lembra-te que força desequilibrada é prejudicial, que severidade desequilibrada nada mais é do que crueldade e opressão, mas que também misericórdia desequilibrada é fraqueza que incitará e permitirá o Mal. Atua apaixonadamente; pensa racionalmente, sê Tu mesmo.

13. O Ritual verdadeiro é tanto palavra quanto ação; é Vontade.

14. Lembra-te que esta Terra nada mais é que um átomo no Universo, e que tu mesmo nada mais és do que um átomo nisso e que mesmo que pudesses te tornar um Deus desta Terra em que rastejas e te arrastas, ainda assim, nada serias além de um átomo entre muitos outros.

15. Apesar de tudo, mantem o máximo respeito próprio, e com este fim não peques contra ti mesmo. O pecado imperdoável é rejeitar intencionalmente e conscientemente a verdade, por temer que esse conhecimento não seja útil aos teus preconceitos.

16. Para obteres Poderes Mágicos, aprende a controlar o pensamento. Admite somente aquelas idéias que estão em harmonia com o fim desejado, e não qualquer idéia vaga e contraditória que se apresente.

17. Pensamento fixo é um meio para um fim. Portanto, observa com atenção o poder do pensamento silencioso e da meditação. O ato material nada mais é do que a expressão visível do teu pensamento, e devido a isto tem sido dito que “tolice de pensamento é pecado”. O pensamento é o início da ação; e se um pensamento casual pode produzir tanto efeito, o que não poderá produzir o pensamento concentrado?

18. Por essa razão, como já foi dito, estabelece-te firmemente no equilíbrio das forças, no centro da Cruz dos Elementos, aquela Cruz de cujo Centro a Palavra Criadora foi pronunciada na aurora do nascimento do Universo.

19. Sê alerta e ativo como os Silfos, mas evita frivolidade e capricho. Sê enérgico e forte como as Salamandras, mas evita irritabilidade e ferocidade. Sê flexível e atento às imagens como as Ondinas, mas evita ociosidade e inconstância. Sê laborioso e paciente como os Gnomos, mas evita grosseria e avareza.

20. Deste modo desenvolverás gradualmente os poderes da tua Alma e te capacitarás a comandar os Espíritos e os elementos. Pois se usares os Gnomos para satisfazer tua avareza, não mais os estarás comandando, mas eles te comandarão. Serias capaz de abusar das puras criaturas dos bosques e montanhas para encher teus cofres e satisfazer tua fome por Ouro? Degradarias os Espíritos do Fogo Vivo para servirem à tua cólera e ódio? Violarias a pureza das Almas das águas para alcovitar tua devassa luxúria? Forçarias os Espíritos da Brisa da Tarde a atender tua tolice e capricho? Saiba que com tais desejos tu apenas atrairás o Fraco e não o Forte, e que neste caso o Fraco terá poder sobre ti.

21. Em Verdadeira Religião não existe sectarismo. Portanto, acautela-te para que não blasfemes o nome pelo qual teu Irmão reconhece Deus, pois se assim o fizeres em Júpiter, tu blasfemarás YHVH e em Osíris, YHShVH.

Pede e te será dado.
Procura e encontrarás.
Bate e se abrirá para ti.

//]]>