Aforismas de Bill Heidrick

Nota introdutória

Willian Heidrick, carinhosamente chamado pelos amigos Bill H., é o ex Grande Tesoureiro da Ordo Templi Orientis e um dos membros de maior destaque na Ordem, conhecido por seu imenso conhecimento de artes com a Cabalá. Ainda assim é também conhecido por sua simplicidade e doçura comoventes. Uma das grandes luzes do ocultismo contemporâneo, é uma mão amiga para todos aqueles que o tomam como mestre, ensinando a dançar a dança das estrelas e rodopiar o espírito em busca do toque da terra macia e da carne morna que nos cerca.

Os aforismas aqui coletados são pequenos trechos de sabedoria vindos do pensamento desse grande mago do nosso século e uma pequena homenagem a um grande homem.

Aforismas

  • Exceto por ser um modo de compartilhar com outros, os rituais do Crowley deveriam ser considerados como exercícios e modelos — um ponto inicial a partir do qual você irá desenvolver seus próprios métodos.
  • As pessoas que procuram por magia como uma muleta para andar são as almas que decidiram desistir da encarnação, esperando que esta não os machuque se eles não tocarem o mundo. Eles estão aqui, mas não estão aqui.
  • Todo efeito que afeta o físico se inicia na mente, viaja por meios desconhecidos e usa meios físicos (mensuráveis cientificamente) para produzir resultados. Algumas vezes é possível obter uma imagem do fenômeno observando os seus efeitos, mas nem sempre. Uma boa observação do efeito pode trazer os pontos de interação entre causa e efeito e isso provoca ordens diferentes de idéias e, talvez, uma imagem do fenômeno. É digno tentar. Não há uma certeza de sucesso em alcançar o objetivo, mas definitivamente é correto tentar. É importante apenas manter em mente que a imagem é relevante, mas causa e efeito são ilusões. Causa e efeito são apenas um modo, um truque dentre muitos outros para chegar àquela imagem do fenômeno.
  • O molde da mente pode formar o corpo.
  • Eu suspeito que o conjunto da mente é mais importante (para produzir resultados) do que o ritual em particular. O ritual é uma ferramenta para auxiliar a mente a se focar e mover mais precisamente.
  • A maioria das vezes a dor emocional é um aviso para que se mova a mente um pouquinho. A mente pode emperrar num ponto de vista, é isto que deve ser mudado ou movido para que o sofrimento cesse.
  • Quando pedimos coisas freqüentemente esquecemos de adicionar as condições do pedido, uma falha que pode ser fatal ao mago.
  • É bom checar os resultados do ritual tal qual a inquisição checando um milagre. Faça isto, questione agora, e você terá força e convicção mais tarde.
  • A Vontade se move através do mundo como uma faca através de manteiga mole — mas algumas vezes nós retemos um ponto de vista… O que equivale a dizer que ligações com coisas que não estão em conformidade com a nossa vontade podem produzir dor.
  • Nós devemos ter cuidado com a formulação do rito antes de executá-lo, principalmente com a proposta do rito. Se esta for bem formulada, as coisas serão mais fáceis. Se a proposta está mal formulada ou é apenas uma idéia na mente, as coisas podem ficar difíceis — como mover um objeto pesado sem perceber que o dedão está no caminho. Prática é a chave para a boa formulação de um rito. Ele deve ser simples; sem questões ocultas, dúvidas ou imprecisão. Declarar o ritual em palavras ajuda, de outro modo este pode se tornar apenas uma idéia vaga na mente.
  • Quando o corpo físico é muito sensível à mente ou aos sentimentos isto significa que o corpo precisa ser refinado. Meditações que efetuam pequenas mudanças no corpo e refletir sobre como o seu corpo se sente em diferentes posturas ou fazendo coisas diferentes é uma boa técnica para aumentar a resistência do corpo. Isto é algo comumente realizado nas artes marciais. Comece com sensações — concentre-se nos sentimentos das várias partes do seu corpo. Mais tarde visualize luz e calor naquelas partes, cada uma a seu próprio tempo. Equilíbrio e movimento eficiente são os principais fatores.
  • Disciplina é em parte treinar o corpo, mas é também treinar a produção de endorfinas para certos estados específicos de atividade. As endorfinas alteram nossos estados de consciência permitindo-nos penetrar em outros níveis de existência.
  • A mente mundana está sempre muito ocupada colocando limites àquilo que a gente faz e somos. Em geral é necessário mergulhar num ritual ou num estado mental diferente para ultrapassar este obstáculo e alcançar mudanças. Nisto, as vezes temos sucesso, as vezes a mente mundana nos obstrui. Isto significa que diferentes coisas devem ser tentadas.
  • Toda criança espiritual somos nós e outro que não nós. O equilíbrio entre aqueles dois é parte da natureza da criança, algo muito duro e difícil de se imaginar na imagem de um adulto.